quarta-feira, 15 de junho de 2016

A origem da bolsa. Uma pequena viagem sobre o universo das bolsas

Boa tarde minhas lindas, tudo bem com vocês? E hoje é quarta-feira, comecinho de mais uma semana de  muita diversão e trabalho, depois daquele final de semana abençoado que todas nós merecemos certo ?rs. 

E é para iniciarmos essa semana incrível que, mas uma vez e sempre, a Ella, dedicada a compartilhar informação e conteúdo para nossas divas, foi atrás de mais uma história fresquinha para vocês.

Hoje o tema é sobre elas, as nossas companheiras, sua origem e história. E quem seriam elas? As nossas bolsas, é claro rs.

Foto: Reprodução/ Coleção  de Lançamento Inverno 2016 Macadamia 

Das pequenas as grandes, discretas ou coloridas, as bolsas femininas são um item indispensável no guarda-roupa das mulheres de todas as idades. Então, para homenagear esse acessório que, ao longo das décadas, se modernizou e acompanhou a emancipação feminina dentro do mercado que, a Ella, resolveu preparar este post.


Coleção Rafitthy Inverno - 2016


Então amigas, se preparem, e nos sigam nessa incrível leitura pelo mundo secreto da nossas fieis companheiras.

A origem da bolsa: Uma viagem histórica sobre a fiel companheira feminina

Foto: Reprodução/ Esquadro da moda .  Bolsa feminina Guess (imagem meramente ilustrativa)


Nascida da necessidade dos antigos em carregarem seus objetos indispensáveis (moedas, remédios, relíquias, livros de oração e pedras preciosas), na atualidade, a bolsa é praticamente a extensão do corpo de uma mulher.

Foto: Reprodução Gossipkatta/ Aliexpress . Bolsas de Mão e sua beleza. Definição de silhueta e postura


Fiel detentora de segredos e intimidades, reflete a personalidade de sua dona, desde o seu interior, com suas organizações peculiares, até seu exterior, transmitindo um pouco daquilo que ela deseja aparentar. Foi na antiguidade, que nasceu a crença de que as bolsas femininas guardavam segredos, pois em algumas tribos africanas, acreditava-se que a bolsa das feiticeiras continham poderes sobrenaturais, que permitiam que elas entrassem em contato com as forças superiores, e nenhum homem era capaz de abri-la, porque as temiam.
Desde os primórdios dos tempos, considerada à fiel detentora das intimidades femininas

Entre as primeiras civilizações, eram feitas a partir de conchas endurecidas, sendo um símbolo de status na era dos homens das cavernas desde cedo. Considerada como o "primeiro sistema de receptáculos para se carregar e proteger suas caças"

Utilizada para armazenar água, basicamente, sem peso , mas muito prática. Não existe um registro totalmente científico, referências de como seria a primeira bolsa. Porém, desde o início dos tempos de nossa comunicação, a mesma já estava enraizada na vida humana através dos povos primitivos, sendo já retratada entre os símbolos através das pinturas rupestres (pinturas em rochas), como utensílios usados para formas de sobrevivência.

Em seu aprimoramento (no mesmo tempo em que o homem foi evoluindo para sobreviver e se adaptar), os animais precisavam de uma maneira mais eficiente e elegante para manuseio de objetos. Foi então que, surgindo a necessidade de locomoção e transporte de maiores quantidades, que os alforges surgiram, e com eles, se ampliaram o tamanho e a matéria-prima, na qual se eram utilizadas para suas construções. Eram usualmente utilizadas presas a uma sela, para transporte de objetos e cargas com o intuito de manuseio de mais carga. Inicialmente, eram produzidas através de couro.


Retícule. Era Vitoriana
"Percebendo-se a importância de sua necessidade (mesmo não sabendo o quão grande seria a sua popularidade, além do uso do couro para  sua proteção), não demorou muito para que os alfaiates da época,  a pedido de seus mestres, passassem a exercer o ofício das medidas e preferências  de forma artesanal, sem o uso padronizado de numeração preexistente, dando-se origem aos primeiros modelos em diferentes tamanhos, cores e materiais."


Locomoção e necessidade aprimorados em qualidade















Tornando-se um sinal clássico entre uma diversidade de modelos (seja na colheita de um agricultor, na distribuição de correspondências enviadas através de órgãos de remessa ou apenas para manuseio) , a bolsa não só deixou de ser um utensílio de locomoção, mas também, o look, a personalidade e o estilo de cada ser. De uma carteira para uma pasta, à mochila esportiva à uma mala de viagem, sua identificação passou a ser mais útil, tanto para um empresário (para manter documentos importantes) quanto um estudante.

Foto: Reprodução / Aliexpress. Desde mochila à uma simples carteira de mão, utilidade garantida ao seu usuário


E  foi assim, que, de utensílio de transporte, para símbolo de status à companheiras secretas das mulheres, as bolsas foram ganhando sua individualidade, assim como importância dentro do nosso mercado e entre nosso lazer.

E para finalizar esta matéria, um vídeo da Mode, que nos mostra um pouco, da história dessas nossas queridas amigas fieis de cada dia.

 



Gostaram do post??? Deixem então aqui seu cometário. Uma ótima semana e até à próxima.

Os melhores post da semana